Windows 11
Diário do País
BANNER A FORÇA DA VERDADE
Microsoft EDGE
SAIBA COMO DESMENTIR

A mentira por trás da narrativa de que Bolsonaro não comprou vacinas e é genocida

Os que chamam Bolsonaro de genocida, são, no mínimo, desprovidos intelectualmente, bem como os verdadeiros criminosos, pois desrespeitam as Leis ao cometer crimes contra a honra de um presidente que foi legitimamente eleito pelo povo brasileiro.

21/06/2021 09h07Atualizado há 1 mês
Por: Diário do País
Fonte: Diário do País
Presidente do Brasil, Jair Messias Bolsonaro. Foto: arquivo
Presidente do Brasil, Jair Messias Bolsonaro. Foto: arquivo

Um assunto que vem sendo "mastigado" há bastante tempo no Brasil é no tocante a narrativa de que o presidente do País, Jair Bolsonaro (sem partido), havia se negado a comprar vacinas contra a COVID-19 no ano passado.

Essa mentira que vem sendo espalhada pela esquerda do País cai por terra quando a Pfizer desmentiu de que Bolsonaro teria se negado a receber representantes da empresa em 2020 para a compra de vacinas. Segundo a Pfizer, Bolsonaro não se negou a receber executivos da empresa em Brasília, pois não teve nenhum agendamento com o presidente. 

O que podemos constatar é uma CPI que é integrada por pessoas processadas e condenadas pela Justiça e que, de maneira clara, tentam incriminar o presidente Bolsonaro por algo que ele é inocente.

O Ministério da Saúde já distribuiu mais de 115 milhões de doses de vacinas contra a COVID-19 aos Estados brasileiros, de acordo com as últimas informações divulgadas à imprensa. No entanto, milhares de doses ainda não foram aplicadas pelos Estados na população.

Ainda mais, chamar o presidente ou qualquer pessoa de genocida, sem provas, é caracterizado como crime. Na verdade, o que os opositores ao presidente Bolsonaro queriam é que ele comprasse vacinas sem aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Assim que o órgão aprovou a compra de vacinas, assim o Governo Federal o fez e continua fazendo. 

A demanda mundial em busca de vacinas é enorme e os laboratórios não dão conta de enviar grandes quantidades em curto prazo.

 

GENOCÍDIO

De acordo com a Wikipédia, genocídio significa:

Genocídio é o extermínio deliberado de pessoas motivado por diferenças étnicas, nacionais, raciais, religiosas e, por vezes, sociopolíticas. O objetivo final do genocídio é o extermínio de todos os indivíduos integrantes de um mesmo grupo humano específico.

Diante do exposto, notamos que os que chamam Bolsonaro de genocida, são, no mínimo, desprovidos intelectualmente, bem como os verdadeiros criminosos, pois desrespeitam as Leis ao cometer crimes contra a honra de um presidente que foi legitimamente eleito pelo povo brasileiro.

A verdade é uma só. 

Contra fatos, não há argumentos.

 

Fonte: Diário do País 

Redes sociais do Diário do País:

@portaldiariodopais

@brunodelimabr

 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o DIÁRIO DO PAÍS continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Compartilhe nosso conteúdo.

2comentários
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
BrasíliaBrasília - DF Brasília é a capital federal do Brasil e a sede de governo do Distrito Federal. A capital está localizada na região Centro-Oeste do país, ao longo da região geográfica conhecida como Planalto Central.
João Pessoa - PB
Atualizado às 13h24
29°
Muitas nuvens Máxima: 28° - Mínima: 22°
33°

Sensação

26 km/h

Vento

70%

Umidade

Fonte: Climatempo
ITech 10
FAKE NEWS
VOCE REPORTER
ESTÁCIO
Municípios
FLAMENGO
Últimas notícias
VATICAN NEWS
Mais lidas
ANUNCIE 4
Anúncio