Windows 11
BANNER A FORÇA DA VERDADE
Microsoft EDGE
Diário do País
RELIGIÃO

Das crianças a Chefes de Estados, os votos pela pronta recuperação do Papa Francisco

Enquanto prossegue a tranquila hospitalização do Papa na Policlínica Gemelli, continuam as chegar as mensagens de pronto restabelecimento ao Pontífice, provenientes do Haiti, Taiwan, Cabo Verde, e até mesmo do presidente francês Macron. Em especial, as felicitações das crianças e adolescentes que participam da Colônia de Férias do Vaticano.

10/07/2021 16h33Atualizado há 5 dias
Por: Diário do País
Fonte: Diário do País, com Vatican News
Papa Francisco na Audiência Geral na Praça São Pedro, em 04/12/2019. Foto: arquivo
Papa Francisco na Audiência Geral na Praça São Pedro, em 04/12/2019. Foto: arquivo

Continuam a chegar de todo o mundo numerosos testemunhos de afeto e solidariedade para com o Papa Bergoglio, que ao meio-dia de domingo conduzirá a recitação do Angelus Domini direto do Hospital Gemelli.

Entre as tantas mensagens, aquela das crianças e adolescentes de cinco a treze anos que participam da Colônia de Férias no Vaticano que - junto com os animadores da iniciativa proposta pelo Governatorato e organizada pela coordenação das comunidades salesianas com a Associação “Tudo em uma festa” - fizeram um filme de três minutos intitulado “Força Francisco”, em que entoam em coro uma canção para lhe dizer “não se preocupe, estamos juntoscontigo nesta luta”. 

Alinhados no Sala Paulo VI com as camisetas coloridas que os distinguem pelas faixas etárias - verde 5-7 anos, azul 8-10 e laranja 11-13 - enriqueceram com coreografia a canção do salesiano brasileiro Pe. Wellington Abreu e Carlo Patanè, nas notas da melodia  “Forza Gesù”, do Pequeno Coral do Antoniano (Zecchino d'oro).

Acompanhados pelo som do órgão, entoavam o refrão "com o teu amor se pode sonhar e terás uma recuperação rápida", porque - explicam - "tu sempre fostes um grande amigo para nós e queremos estar contigo em breve".

Por isso, pedem, “volte logo para a Casa Santa Marta” com a certeza de que “vamos fazer com que dances um pouco aqui embaixo”, seguido por longos aplausos de encorajamento final.

As orações pela saúde do Pontífice também foram asseguradas pelo presidente da Conferência Episcopal do Haiti, pelas Conferências Episcopais de Taiwan e Cabo Verde, pelo Sínodo dos Católicos Armênios e pelo Centro Anglicano de Roma.

Não deixaram de fazer sentir sua proximidade o rei do Bahrein, o emir do Kuwait, o co-príncipe de Andorra, os regentes de San Marino e os presidentes da República do Kosovo, Portugal, Croácia, Iraque, Hungria e França.

O chefe de Estado húngaro, János Áder, desejou na sexta-feira em mensagem enviada ao Santo Padre "boa convalescença, rápida e completa recuperação" para "continuar a sua elevada missão com saúde e força".

Sublinhando que “soube com alegria o anúncio de que por ocasião da Santa Missa de encerramento do Congresso Eucarístico Internacional poderemos saudá-lo em Budapeste”, o presidente húngaro manifestou “a esperança pelo encontro de setembro”, programado para domingo, 12 de setembro.

Por sua vez, o chefe de Estado francês, Emmanuel Macron, expressou os melhores votos por um rápido restabelecimento do Papa, a fim de continuar com sucesso sua ação à frente da Santa Sé.

Recordando que este 2021 marca o centenário da retomada das relações diplomáticas entre a França e a Santa Sé, o presidente também reiterou sua “respeitosa amizade” para com Francisco.

 

Redes sociais do Diário do País:

@portaldiariodopais

@brunodelimabr

 

*** 

Em tempos de coronavírus e desinformação, o DIÁRIO DO PAÍS continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Compartilhe nosso conteúdo.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários