DIARIO DO PAIS 1 ANO
Windows 11
Diário do País
JUDICIÁRIO

Com prisão decretada pelo STF, Zé Trovão se entrega à Polícia Federal

Caminhoneiro se apresentou espontaneamente ao delegado-chefe da PF em Joinville.

26/10/2021 16h40Atualizado há 1 mês
Por: Diário do País
Fonte: Diário do País, com Conexão Política
Caminhoneiro Zé Trovão. Foto: arquivo
Caminhoneiro Zé Trovão. Foto: arquivo

O caminhoneiro Marcos Antônio Pereira Gomes, conhecido como Zé Trovão, divulgou um vídeo nesta terça-feira (26) em seu canal no Telegram.

Com prisão preventiva decretada pelo Supremo Tribunal Federal (STF), ele permaneceu em território mexicano durante os últimos dois meses.

Nas imagens divulgadas na plataforma, Trovão afirma que está prestes a se apresentar à Polícia Federal (PF).

“Neste 26 de outubro, eu me entreguei à Justiça brasileira, me apresentei à Justiça brasileira, porque, como diz o nosso hino, verás que um filho teu não foge à luta. E eu jamais iria abandonar o povo brasileiro”, declara no vídeo.

“Eu vim dizer muito obrigado, não sei quanto tempo eu vou passar no cárcere, mas saibam que tudo isso é pelo Brasil, por cada ser humano cidadão de bem. Fiquem com Deus e não desanimem”, acrescenta.

Em nota, os advogados do caminhoneiro, Elias Mattar Assad e Thaise Mattar Assad, disseram que ele se apresentou espontaneamente ao delegado-chefe da PF em Joinville, cidade onde mora.

Os defensores também informaram que vão ingressar com pedido de liberdade provisória para tentar reverter os efeitos da detenção.

 

Redes sociais do Diário do País:

@portaldiariodopais

@brunodelimabr

 

*** 

Em tempos de coronavírus e desinformação, o DIÁRIO DO PAÍS continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Compartilhe nosso conteúdo.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.