DIARIO DO PAIS 1 ANO
AJUDE
OPINIÃO

Paz e amor, se é assim que você pensa, és um covarde - Por: Juciane Cunha

Experimente falar a verdade que até os "cristãos" lhe julgarão e irão dizer que você precisa aprender a amar e a respeitar.

Juciane Cunha

Juciane Cunha Juciane Cunha é economista, pós-graduada em administração pública, estudante de Direito, Bolsonarista e ex-presidente do PSL Mulher de São José dos Campos-SP. Esta é mais uma patriota que passa a integrar o seleto time de colunistas do Diário do País. Instagram: @jucianecunhaoficial

26/11/2021 11h10Atualizado há 2 meses
Por: Diário do País
Fonte: Juciane Cunha, do Diário do País e Brasil da Hora
Imagem meramente ilustrativa
Imagem meramente ilustrativa


Paz e amor, se é assim que você pensa você é um covarde!

E eu posso provar.

Há anos  somos doutrinados por essa cultura de amor, por esse pacifismo aniquilador que levou a esquerda à vitória.

Sim, eles venceram, aparelharam todo o sistema, e pior venceram transformando essa geração  no hospedeiro de um parasita chamado esquerdismo, até nas igrejas cristãs.

Com esse discursinho fajuto de, faça  amor não faça guerra, não julgue para não ser julgado transformou o povo neste hospedeiro fácil de manipular.

Um exemplo prático de que essa manipulação esquerdista obteve êxito é que muitos acham  a canção Imagine de John Lennon linda, e  ficam sorridentes cantando a letra que diz:

" Imagine que não houvesse nenhum país

   E nem religião também

   Imagine que não há posse 

   Imagine todas as pessoas partilhando todo o mundo."

Perceba como a doutrinação comunista acontece de forma sorrateira, através de doces palavras, colocadas no subconsciente. A canção diz para você ser contra a propriedade privada, ao dizer "Imagine que não há posses".

John Lennon flertava com os ideais hippies, defendia o amor livre, ou seja, transe com todo mundo. Os hippies questionam os valores tradicionais, americanos e ocidentais, como a moral, o matrimônio, os padrões de beleza, e o estilo de vida baseado no comunismo.  São contra a família, não a família se você está acostumado a dormir com todo mundo.

Esses valores foram arraigados na nossa cultura. Experimente dizer que homens não dão a luz, ou que mulheres não têm pênis. Experimente falar a verdade que até os "cristãos" lhe julgarão e irão dizer que você precisa aprender a amar e a respeitar, e todo aquele blá blá blá ideológico. 

São covardes, têm medo da cultura do cancelamento, e por isso preferem se esconder atrás de frases meiguinhas como: "Não julgue para não ser julgado", “Cristo é amor", "Jesus te ama",  ao ter a coragem de dizer a verdade, que Cristo ama o justo e abomina o perverso. E que sim, é abominável aos olhos de Deus, dois homens se relacionarem sexualmente.

Papai Noel não existe!  Se existisse ele seria homem pois PAIS são homens, MÃES são mulheres. E não, não é toda forma de amor que vale a pena, pois quem ama, muitas vezes diz não, e o não é dolorido, mas salva, cura, e liberta!

Deixem de ser fracos e covardes, pois Jesus não nos deu o espírito de covardia, mas de poder. 

Digam a verdade!

 

Escrito por: Juciane Cunha, do Diário do País e Brasil da Hora

 

Conheça o Jornal BRASIL DA HORA: www.brasildahora.com 

Redes sociais do Diário do País:

@portaldiariodopais

@brunodelimabr

 

*** 

Em tempos de coronavírus e desinformação, o DIÁRIO DO PAÍS continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Compartilhe nosso conteúdo.

 

*O conteúdo postado pelos colunistas é de responsabilidade deles. O Diário do País e o Brasil da Hora se reservam de quaisquer responsabilidades. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.