DIARIO DO PAIS 1 ANO
AJUDE
OPINIÃO

O nascimento de Jesus é a certeza de que Deus não se esqueceu de nós – Por: Bruno de Lima

Que, não só no Natal, mas, enquanto o mundo existir, possamos nos lembrar que não somos órfãos e que Jesus é a certeza de que Deus não se esqueceu de nós.

Bruno de Lima

Bruno de LimaProfissional de Tecnologia da Informação e jornalista. É PMC Microsoft Corporation (ID: 2493713) e Intel ITP. Membro do Clube de Fundadores do Microsoft Virtual Academy, nível GOLD. Começou a paixão pelo mundo da tecnologia aos 11 anos de idade. No jornalismo, é redator, tendo o primeiro contato com a área aos 17 anos de idade. Atuou em vários veículos de comunicação. É o fundador do jornal digital Diário do País. Escreve sobre tecnologia e outros assuntos. Redes sociais: @brunodelimabr

24/12/2021 01h20Atualizado há 6 dias
Por: Diário do País
Fonte: Bruno de Lima, do Brasil da Hora e Diário do País
Nascimento de Jesus Cristo. Foto: arquivo
Nascimento de Jesus Cristo. Foto: arquivo

Todos os anos os cristãos celebram a data mais importante do calendário: o Natal.

O Natal é muito além do enredo em torno de papai noel e seu mundo encantado. O verdadeiro aniversariante é Jesus Cristo.

Anunciado na Bíblia Sagrada no Antigo Testamento, Jesus é a encarnação do Verbo de Deus na Terra.

Eis que naquele tempo, uma virgem, de nome Maria, que estava prometida em casamento a um homem chamado José, foi escolhida por Deus para gerar o Rei dos Reis: Jesus.

Maria estava em casa quando o Anjo Gabriel a visitou.

 

Leitura do Evangelho (Lucas 1, 26-38)

26No sexto mês, o anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galiléia, chamada Nazaré, 27a uma virgem desposada com um homem que se chamava José, da casa de Davi e o nome da virgem era Maria. 28Entrando, o anjo disse-lhe: Ave, cheia de graça, o Senhor é contigo. 29Perturbou-se ela com estas palavras e pôs-se a pensar no que significaria semelhante saudação. 30O anjo disse-lhe: Não temas, Maria, pois encontraste graça diante de Deus.31Eis que conceberás e darás à luz um filho, e lhe porás o nome de Jesus.32Ele será grande e chamar-se-á Filho do Altíssimo, e o Senhor Deus lhe dará o trono de seu pai Davi; e reinará eternamente na casa de Jacó, 33e o seu reino não terá fim. 34Maria perguntou ao anjo: Como se fará isso, pois não conheço homem? 35Respondeu-lhe o anjo: O Espírito Santo descerá sobre ti, e a força do Altíssimo te envolverá com a sua sombra. Por isso o ente santo que nascer de ti será chamado Filho de Deus. 36Também Isabel, tua parenta, até ela concebeu um filho na sua velhice; e já está no sexto mês aquela que é tida por estéril, 37porque a Deus nenhuma coisa é impossível. 38Então disse Maria: Eis aqui a serva do Senhor. Faça-se em mim segundo a tua palavra. E o anjo afastou-se dela.

 

O NASCIMENTO DE JESUS

Eis que na visita do anjo Gabriel, Maria não hesitou em dar o seu sim a Deus.

Mais adiante, Maria e José estavam se deslocando de Nazaré a Belém.

Em Belém, Maria entrou em trabalho de parto. Não havendo lugar na hospedaria, Maria deu à luz a Jesus Cristo na estrebaria. O Filho do Homem nasceu no lugar mais humilde e despojado que possa existir.

Jesus foi colocado em uma manjedoura, que é o lugar onde se alimenta os animais. Ali, pouco tempo depois, os Reis do Oriente avistaram no céu a estrela que apontava o nascimento de um rei. Os três reis magos se guiaram pela estrela e chegaram até Jesus. Ali, lhe ofereceram Ouro, Incenso e Mirra e adoraram o Menino Jesus.

Os anjos cantavam Glória a Deus no mais alto do céu: nasceu o Salvador do mundo.

Foi assim, o nascimento de Jesus.  

 

JESUS É A CERTEZA DE QUE DEUS NÃO NOS ABANDONOU

Vivemos em um mundo tribulado, onde o presente é conturbado, o futuro é incerto. A angústia, dor, sofrimento, as doenças, problemas, pandemia da COVID-19 e tantos outros infortúnios pode fazer com que achemos que Deus se esqueceu de nós.

Porém, Jesus veio ao mundo para se oferecer em sacrifício pela humanidade. Ele pagou um alto preço ao morrer na Cruz por nossos pecados. Ele é o princípio e o fim de tudo.

Ao morrer na Cruz, Jesus levou consigo nossos pecados, faltas e transgressões. Ele é Rei dos Reis, mas foi fiel até o fim. O amor de Jesus pela humanidade foge de qualquer explicação.

Procuremos, por toda nossa vida, sermos fiel e recíprocos com esse amor mui grande que Jesus tem por nós. Não é Ele quem nos abandona, somos nós quem nos afastamos dEle através de nossas transgressões. Mesmo assim, Jesus vem ao nosso encontro e, se nos crermos e se arrependermos dos nossos pecados, seremos Salvos e teremos o galardão de morar no Céu.

Tenhamos convicção que Jesus abomina o pecado, porém ama o pecador. Creiamos que o vazio existencial que todos temos só será preenchido unicamente por Ele: Jesus.

Que, não só no Natal, mas, enquanto o mundo existir, possamos nos lembrar que não somos órfãos e que Jesus é a certeza de que Deus não se esqueceu de nós.

Tenhamos esperança de que o amor de Jesus é mais forte do que a própria morte e que não existe nada impossível para Deus.

Esse é o verdadeiro e único sentido do Natal: Jesus Cristo.

Tenha um santo, abençoado e Feliz Natal, bem como um próspero ano novo.

 

+Pax et bonum.

 

Escrito por: Bruno de Lima – Jornalista fundador do Diário do País e do Brasil da Hora. Profissional de Tecnologia da Informação Microsoft Corporation PMC/CSP e Intel ITP. E-mail: [email protected] - Redes sociais: @brunodelimabr

 

*O conteúdo postado pelos colunistas é de responsabilidade deles. O Diário do País e o Brasil da Hora se reservam de quaisquer responsabilidades. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.