FENERD 3
BANNER A FORÇA DA VERDADE
Windows 11
DIARIO DO PAIS 1 ANO
APOLOGIA AO CRIME

Professor diz em sala de aula: “o cara que rouba está trabalhando”

Debate entre professor e aluno foi gravado e compartilhado nas redes sociais.

17/02/2022 16h51Atualizado há 2 meses
Por: Diário do País
Fonte: Diário do País, com Monique Mello
Facebook do docente Tácio Raposo, ao qual foi desativado após repercussão do caso. Foto: reprodução/Facebook
Facebook do docente Tácio Raposo, ao qual foi desativado após repercussão do caso. Foto: reprodução/Facebook

Nessa quarta-feira (16), viralizou nas redes sociais uma gravação do momento em que um professor debate com um aluno em sala de aula sobre a “legitimidade” do ato de roubar. O episódio ocorreu na Escola Estadual Camilo Dantas, em Boa Vista (RR), durante aula de Geografia, disciplina lecionada pelo docente.

O assunto inicialmente era a defesa de políticos quanto ao armamento da população.

– A gente fala: “Nossa! Isso é um erro, né?, a pessoa estar armada. Mas a gente não pensa [se], na hora em que o ladrão está armado, é errado a pessoa de bem estar armada pra se defender – disse o aluno.

A expressão “pessoa de bem” chamou a atenção do professor, que perguntou ao aluno quem seria a pessoa de bem na visão dele. O jovem disse que seria um pai de família, o que foi contestado pelo docente.

– O cara que está roubando é pai de família. Quem que é uma pessoa de bem? Me explica melhor o que você está falando. O cara que rouba tem família – disse o professor.

O aluno diz que se refere ao pai de família que trabalha e sustenta a sua casa, mas é novamente rebatido pelo professor.

– O cara que rouba está trabalhando, o cara que rouba pra ele.

– Roubar é trabalho? – perguntou o aluno.

– Pra ele é, pra ele é – afirmou o professor.

No vídeo, gravado sem que o professor percebesse, é possível ouvir o diálogo completo, com o profissional insistindo que o roubo é uma espécie de trabalho.

A Secretaria Estadual de Educação e Desporto (Seed) de Roraima se pronunciou por meio de nota dizendo que tomará as “medidas cabíveis” sobre o episódio.

– Em relação ao vídeo que está circulando nas redes sociais em que um professor da Escola Camilo Dias faz comparações sobre os atos de roubar e trabalhar, a Seed esclarece que não compactua com o tipo de atitude e pensamento do docente e reitera que a sala de aula é um espaço de construção coletiva do conhecimento que deve estimular os estudantes ao crescimento intelectual e profissional, ensinando valores como ética, dignidade, respeito ao próximo, e informa que irá adotar as medidas cabíveis ao caso em questão – diz a nota da pasta.


Assista ao vídeo: 

 

Conheça o Jornal BRASIL DA HORA: www.brasildahora.com 

Redes sociais do Diário do País:

@portaldiariodopais

@brunodelimabr

 

*** 

Em tempos de coronavírus e desinformação, o DIÁRIO DO PAÍS continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Compartilhe nosso conteúdo.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.