BANNER A FORÇA DA VERDADE
FENERD 3
DIARIO DO PAIS 1 ANO
Windows 11
PREJUÍZO

Netflix perde assinantes pela 1ª vez na década e ações despencam no mercado

Streaming teve 200 mil pagantes a menos no 1º trimestre, quando a previsão era adicionar 2,5 milhões.

20/04/2022 10h44Atualizado há 3 semanas
Por: Diário do País
Fonte: Diário do País, com Marcos Rocha
Televisão com logotipo da Netflix. Foto: arquivo
Televisão com logotipo da Netflix. Foto: arquivo

Pela primeira vez desde 2011, a Netflix reportou uma perda de 200 mil assinantes entre janeiro e março deste ano. Foi o primeiro resultado negativo em balanços trimestrais em mais de uma década.

A região da Ásia e países do Pacífico (APAC) foi a única no planeta que registrou saldo positivo. Com isso, a companhia projeta que os danos podem ser maiores no segundo trimestre deste ano, podendo chegar na casa de 2 milhões de cancelamentos.

A expectativa da empresa era que o número de membros crescesse 2,5 milhões nos três primeiros meses de 2022. De acordo com a Bloomberg, a estratégia a partir de agora será introduzir uma opção mais barata de assinatura, custeada com publicidade, já nos próximos anos.

Além disso, a Netflix também pretende cortar custos na produção de séries e filmes, além de reprimir o compartilhamento de senhas. Estima-se que 100 milhões de usuários desfrutam de senhas de terceiros em todo o mundo. Por causa de fatores como o aumento da concorrência, o ritmo de crescimento da plataforma de streaming desacelerou nos últimos trimestres.

Logo após esse anúncio trimestral, as ações despencaram 26% no mercado de capitais americano. Apesar disso, a empresa ainda se mantém na liderança mundial de clientes. São cerca de 222 milhões de assinantes distribuídos em 190 países.

 

Redes sociais do Diário do País:

@portaldiariodopais

@brunodelimabr

 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o DIÁRIO DO PAÍS continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Compartilhe nosso conteúdo.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.