Microsoft EDGE
Diário do País
POLÍCIA

Interpol e Ministério da Justiça incluem André do Rap em listas de procurados

O Ministério da Justiça incorporou o nome de André do Rap na Lista de Procurados Nacional. Quem tiver informações pode colaborar pelo Disque 190, pela plataforma integrada de Ouvidoria e Acesso à Informação ou pelo aplicativo “Sinesp Cidadão”. A denúncia é anônima.

14/10/2020 12h01Atualizado há 5 dias
Por: Diário do País
Fonte: Diário do País, com PODER 360
9.287
© Arquivo Pessoal. André do Rap é considerado pela Justiça 1 dos principais líderes da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital)
© Arquivo Pessoal. André do Rap é considerado pela Justiça 1 dos principais líderes da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital)

O nome de André de Oliveira Macedo, o André do Rap, foi incluído nas listas de procurados da Interpol e do Ministério da Justiça. O traficante é considerado pela Justiça 1 dos principais líderes da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital).

O pedido de inclusão do nome de André do Rap na lista da Interpol foi feito na 2ª feira (12.out.2020) pela PF (Polícia Federal). O perfil do traficante não aparece no site da organização. Segundo a PF, ele está em uma “lista restrita”.

O Ministério da Justiça incorporou o nome de André do Rap na Lista de Procurados Nacional. Quem tiver informações pode colaborar pelo Disque 190, pela plataforma integrada de Ouvidoria e Acesso à Informação ou pelo aplicativo “Sinesp Cidadão”. A denúncia é anônima.

André do Rap deixou a Penitenciária II de Presidente Venceslau, no interior de São Paulo no sábado (10.out.2020), depois do ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Marco Aurélio de Mello conceder 1 habeas corpus. O decano entendeu que o réu está há mais de 90 dias preso sem que seja apresentado motivo suficiente para a manutenção da prisão.

O presidente do STF, ministro Luiz Fux, derrubou a decisão e determinou que o traficante voltasse à prisão. O magistrado justificou que a liminar do colega “viola a ordem pública”. André do Rap, no entanto, já estava foragido.

Nesta 4ª feira (14.out), o plenário do Supremo decidirá se mantém a decisão de Fux. O que estará em debate é a suspensão da liminar e não o habeas corpus. Em caso de empate no julgamento (5×5), não haverá benefício automático ao réu. Caberá a Luiz Fux dar o voto de desempate.

 

STJ MANTÉM CONDENAÇÃO

A 6ª Turma do STJ (Superior Tribunal de Justiça) manteve nessa 3ª feira (13.out) decisão do TRF-3 (Tribunal Regional Federal da 3ª Região) que condenou André do Rap à pena de 15 anos, 6 meses e 20 dias pelo crime de tráfico internacional de drogas.

O traficante foi preso em setembro de 2019 em uma mansão em Angra dos Reis (RJ). De acordo com a Polícia Civil de São Paulo, ele comandava o envio de drogas para a Europa pelo porto de Santos (SP).

O traficante também foi condenado a 14 anos de prisão. Porém, a 10ª Turma do TRF-3 (Tribunal Regional Federal da 3ª Região) atendeu a 1 pedido da defesa e a pena foi reduzida a 10 anos, 2 meses e 15 dias, em regime fechado. O habeas corpus de Marco Aurélio valia para as duas condenações.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
João Pessoa - PB
Atualizado às 15h07
30°
Nuvens esparsas Máxima: 30° - Mínima: 23°
33°

Sensação

19 km/h

Vento

62%

Umidade

Fonte: Climatempo
FAKE NEWS
VOCE REPORTER
ESTÁCIO
Municípios
FLAMENGO
Últimas notícias
VATICAN NEWS
Mais lidas
ANUNCIE 4
Anúncio