Diário do País
Microsoft EDGE
ECONOMIA

O que muda na relação Brasil-EUA com novos acordos assinados entre os países?

O pacote era um desejo antigo dos setores empresariais dos dois países, que diante da boa relação entre os mandatários e a previsão de eleições nos Estados Unidos em 3 de novembro, passaram a fazer cada vez mais pressão para a conclusão de uma negociação não tarifária ainda antes do pleito.

21/10/2020 12h21Atualizado há 1 mês
Por: Diário do País
Fonte: BBC News
8.336
Governos de Bolsonaro e Trump anunciaram acordo comercial
Governos de Bolsonaro e Trump anunciaram acordo comercial

Depois de 22 meses de negociação entre os governos de Brasil e Estados Unidos, os dois países anunciaram na segunda-feira (19/10) a conclusão de três acordos comerciais inéditos.

Os termos dos acordos entre Itamaraty, Ministério da Economia e o Representante Comercial dos EUA (USTR, na sigla em inglês) preveem abolição de algumas barreiras não-tarifárias no comércio bilateral: a simplificação ou extinção de procedimentos burocráticos, conhecida no jargão empresarial como facilitação de comércio, a adoção de boas práticas regulatórias, que proíbem, por exemplo, que agências reguladoras de cada país mudem regras sobre produtos sem que exportadores do outro país possam se manifestar previamente, e a adoção de medidas anticorrupção.

A mudança afeta todos os setores e pode ter efeito considerável para parte deles. "A Organização Mundial do Comércio estima que a facilitação de comércio pode reduzir em até 13% os custos de exportação para os produtores, e a adoção de boas práticas regulatórias pode cortar em 20% as despesas para exportadores. É significativo, em um ambiente em que vários setores brigam pela diminuição de um ou dois pontos percentuais em tarifas", avalia Abrão Árabe Neto, vice-presidente-executivo da Câmara Americana de Comércio para o Brasil (Amcham Brasil).

 

Correria pré-eleitoral

O pacote era um desejo antigo dos setores empresariais dos dois países, que diante da boa relação entre os mandatários e a previsão de eleições nos Estados Unidos em 3 de novembro, passaram a fazer cada vez mais pressão para a conclusão de uma negociação não tarifária ainda antes do pleito.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
João Pessoa - PB
Atualizado às 07h10
26°
Poucas nuvens Máxima: 30° - Mínima: 24°
28°

Sensação

9 km/h

Vento

89%

Umidade

Fonte: Climatempo
FAKE NEWS
VOCE REPORTER
ESTÁCIO
Municípios
FLAMENGO
Últimas notícias
VATICAN NEWS
Mais lidas
ANUNCIE 4
Anúncio