Microsoft EDGE
Diário do País
EMPRESA PARCIAL

PERSEGUIÇÃO: Parler sai do ar após ser banida pela Amazon

A Amazon é mais uma das empresas que demonstram sua parcialidade e se curvam diante de governos que praticam censura e cerceamento da liberdade de expressão. Nenhuma empresa independente e livre pratica tais atos.

11/01/2021 20h04Atualizado há 5 dias
Por: Diário do País
Fonte: Diário do País, com Canal Tech
7.575

Os aplicativos e o acesso web da rede social Parler saíram do ar após o prazo dado pela Amazon para a hospedagem do serviço. Usado por ativistas de direita, principalmente nos Estados Unidos, a rede foi suspensa pela AWS (Amazon Web Services) após acusações de violações da política de uso da hospedagem terceirizada.

Em comunicado enviado aos responsáveis pelo Parler, a AWS anunciou que suspenderia o serviço de hospedagem da rede social na madrugada desta segunda-feira (11, meia-noite do domingo no horário da Califórnia), com base no que a empresa determinou serem repetidas violações às suas políticas de uso. 

O serviço de hospedagem de servidores e sites da Amazon alega que o Parler não tomou as medidas necessárias para moderar conteúdos, com destaque para publicações que incitam a violência.

Parler?

A rede social ganhou destaque no último ano por receber milhões de usuários vindos de plataformas mais populares, como o Twitter ou Facebook. O Parler se apresentou como um serviço sem censura nem o domínio de algoritmos, por exemplo, afirmando que “protege seu direito constitucional à liberdade de expressão”.

Após o ataque ao parlamento norte-americano, tanto a Apple quanto o Googlereagiram com a remoção do Parler de suas lojas de aplicativos para iOS e Android. Apesar de indisponíveis para novas instalações, o funcionamento do app seguia normalmente para quem já o tinha no celular. Com o desligamento da estrutura do app pela AWS, porém, será preciso que o Parler encontre outro serviço de hospedagem para colocar sua plataforma no ar novamente, algo que a empresa ainda não informou se irá acontecer.

A Amazon é mais uma das empresas que demonstram sua parcialidade e se curvam diante de governos que praticam censura e cerceamento da liberdade de expressão. Nenhuma empresa independente e livre pratica tais atos. 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários