Microsoft EDGE
Diário do País
COVID-19

Governo confirma que insumos chineses para vacina estão prontos para envio ao Brasil; anúncio desmente imprensa

O anúncio, por sua vez, desmente o que vem sendo veiculado diuturnamente pelos principais veículos de comunicação do país, que insistem em dizer que o governo brasileiro está omisso diante da crise da Covid-19 no país.

26/01/2021 09h18Atualizado há 1 mês
Por: Diário do País
Fonte: Diário do País, com Raul Holderf Nascimento
8.521

O presidente Jair Bolsonaro anunciou nesta segunda-feira (25) que a Embaixada da China no Brasil deu aval para liberar a exportação de 5,4 mil litros de insumos necessários para a fabricação da vacina CoronaVac.

A substância é desenvolvida pelo Instituto Butantan em parceria com o laboratório chinês Sinovac.

Em carta ao ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, o embaixador chinês Yang Wanming confirmou o sinal verde para o Brasil.

“Venho pela presente cumprimentá-lo e, em continuidade da nossa conversa no dia 21 do mês corrente, aproveito para informar que a exportação ao Brasil do novo lote dos 5.400 litros dos insumos da CoronaVac acabou de ser autorizada pelos órgãos competentes da China. Espera-se que a sua chegada ao Brasil ocorra nos próximos dias”, diz o texto da carta.

O anúncio, por sua vez, desmente o que vem sendo veiculado diuturnamente pelos principais veículos de comunicação do país, que insistem em dizer que o governo brasileiro está omisso diante da crise da Covid-19 no país.

Ao longo da última semana, as manchetes dos noticiários criaram uma narrativa de que o presidente da República não estava interessado em dialogar com a China por questões ideológicas e políticas, abrindo mão da crise sanitária no Brasil.

Conforme vem registrando o Conexão Política, o governo federal acompanha de perto a situação da pandemia no Brasil e tem suprido as necessidades em torno da questão. Desço o indício do surto, o Sistema Único de Saúde (SUS) foi fortalecido com reforço nas equipes de médicos, além de insumos, medicamentos, ventiladores pulmonares, testes de diagnóstico, habilitações de leitos de UTI para casos graves e gravíssimos e Equipamentos de Proteção Individual (EPIS) para os profissionais da área.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários