Microsoft EDGE
Diário do País
BANNER A FORÇA DA VERDADE
COVID-19

Prefeitura do Rio de Janeiro deve definir próximos grupos de vacinação até início da próxima semana

Daniel Soranz informou que avalia essa nossa fase de imunização e informações devem ser divulgadas na próxima semana. Secretário também fez um apelo para que a população fique em casa

01/04/2021 10h22Atualizado há 2 semanas
Por: Diário do País
Fonte: Diário do País, com O DIA
3.573
Secretário Municipal de Saúde, Daniel Soranz. Foto: Reginaldo Pimenta/Agencia O Dia
Secretário Municipal de Saúde, Daniel Soranz. Foto: Reginaldo Pimenta/Agencia O Dia

A Prefeitura do Rio deve definir, até o início da próxima semana, os próximos grupos de vacinação, após o final da imunização da primeira dose dos idosos, prevista para o dia 24 de abril. O secretário municipal de saúde, Daniel Soranz, defendeu, na manhã desta quinta-feira, que pessoas com comorbidades também devem ser contempladas. 

"Já são 11% da população carioca vacinada e a gente continua a vacinação até finalizar o grupo de 60 anos ou mais. Certamente o grupo de comorbidades precisa ser contemplado e a gente está avaliando. A prioridade nesse momento é vacinar as pessoas de 60 anos ou mais, então, até dia 24 [abril] a gente vai continuar vacinando esse grupo. De acordo com a remessa de próximas doses, a gente poder definir, com mais clareza, quais são os próximos grupos. Epidemiologicamente os grupos de comorbidades são grupos muito importantes, devido a internação e outros fatores, mas a gente também considera que forças de segurança, professores também tem que estar nessa fila como prioridade. Faremos essa avaliação ao longo da semana, e, provavelmente, no inicio da próxima semana a gente já tem uma posição quanto a isso", falou em entrevista.

O Plano Nacional de Imunização (PNI), do Ministério da Saúde, informa que após a vacinação de idosos, devem ser vacinados pessoas com doenças crônicas como diabetes, câncer, hipertensão, asma grave, entre outros.

Em entrevista, o secretário ressaltou que a questão da vacinação para pessoas com comorbidades ainda está sendo discutida e é uma próxima fase, mas ressaltou que será necessário a apresentação de um atestado com a comprovação da doença.

"Tradicionalmente a gente já precisa de comprovação para comorbidades na vacina para a gripe. A gente tem um cadastro de comorbidades dos pacientes que são atendidos na rede pública, e quem não tem o cadastro, vai precisar, necessariamente, apresentar um atestado em relação as comorbidades que são definidas pelo Ministério da Saúde. Isso é uma próxima fase, a gente ainda não está discutindo e colocando essas regras ainda. Entendo que está todo mundo querendo se vacinar o quanto antes, mas vamos esperar para ver a quantidade de doses que a gente tem, como a gente vai organizar esse calendário para poder contemplar o máximo de pessoas possível e prioritariamente as pessoas que tem mais risco de adoecer gravemente e morrer", informou.

Soranz também falou sobre as medidas restritivas nesses 10 dias de pausa emergencial, que vão até dia 4 de abril. Ele informou que será realizada uma reunião nesta quinta-feira e as informações serão divulgadas durante a apresentação do boletim epidemiológico, na sexta. 

"A gente começa a ver um pouco de melhoria, com diminuição de pessoas procurando as unidades de pronto atendimento e as clínicas de família, mas ainda tem muita gente internada. São 1.400 pessoas internadas por covid-19 na cidade, então ainda é cedo para falar. A gente vai continuar analisando esses números para saber se será necessário um aumento de medidas restritivas ou não"

Questionado sobre a flexibilização das medidas restritivas em relação ao comércio e as escolas, o secretário informou que ainda não é possível definir com base nos dados de ontem. "Nós vamos analisar isso de manhã para poder tomar qualquer atitude baseado nos números, baseado em como está o comportamento da doença na cidade".

Soranz também fez um apelo à população carioca para que evitem qualquer tipo de aglomeração e exposição desnecessária.

"Fica nosso pedido no recesso sanitário: Evitem qualquer tipo de aglomeração, evitem se expor desnecessariamente, a gente tem uma nova variante do vírus, que é a variante P1, circulando em 80% dos casos. É uma situação muito grave, são 1.400 pessoas internadas, só na rede municipal são 150 pessoas esperando uma vaga de internação em uma unidade de pronto atendimento e no centro de emergência regional. Fica nosso apelo para todos: Evite qualquer tipo de exposição desnecessária. A vacina está chegando, nós vamos conseguir sair dessa situação", pediu. 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Rio de JaneiroRio de Janeiro - RJ Rio de Janeiro é um município brasileiro, capital do estado homônimo, situado no Sudeste do país.
João Pessoa - PB
Atualizado às 21h50
25°
Muitas nuvens Máxima: 32° - Mínima: 21°
25°

Sensação

8.5 km/h

Vento

89%

Umidade

Fonte: Climatempo
ITech 10
FAKE NEWS
VOCE REPORTER
ESTÁCIO
Municípios
FLAMENGO
Últimas notícias
VATICAN NEWS
Mais lidas
ANUNCIE 4