Microsoft EDGE
Diário do País
BANNER A FORÇA DA VERDADE
ISRAEL

Netanyahu promete resposta 'potente' se Hamas violar trégua

Secretário de Estado dos EUA, que está em Israel para garantir paz na região, garantiu que grupo terrorista não retomará poder

25/05/2021 19h20Atualizado há 3 semanas
Por: Diário do País
Fonte: AFP

A resposta de Israel será "muito potente", se o movimento islamista palestino Hamas, no poder na Faixa de Gaza, violar o cessar-fogo em vigor desde sexta-feira - advertiu o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, nesta terça-feira (25).

"Se o Hamas romper a calma e atacar Israel, nossa resposta será muito potente", declarou Netanyahu em entrevista coletiva em Jerusalém, ao lado do secretário de Estado americano, Antony Blinken, que reiterou seu apoio ao "direito de Israel de se defender".


EUA não querem que Hamas se fortaleça 

O secretário de Estado americano, Antony Blinken, afirmou que Washington deseja garantir que a ajuda internacional para reconstruir a Faixa de Gaza, que sofreu importantes danos materiais após 11 dias de confrontos com Israel, não beneficiará o governante movimento islamita Hamas.

"Trabalharemos de maneira estreita com nossos sócios, com todos, para garantir que o Hamas não se beneficie da ajuda à reconstrução", disse Blinken após uma reunião com o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, em Jerusalém.

Além disso, o secretário de Estado afirmou que ainda resta "muito trabalho" para "restaurar" a confiança entre israelenses e palestinos, durante o primeiro dia de sua viagem pelo Oriente Médio.

 

"Resta muito trabalho pela frente para restaurar a esperança, o respeito e uma certa confiança entre ambos os lados. Já vimos para onde as outras opções nos levam, e isso deve nos estimular a redobrar os esforços para preservar a paz", declarou Blinken, em Jerusalém.


Forças israelenses matam palestino na Cisjordânia

As forças israelenses mataram nesta terça-feira um palestino na Cisjordânia, informaram fontes do Estado hebreu e palestinas, poucas horas antes de uma visita do secretário de Estado americano Antony Blinken à cidade palestina de Ramallah.

As forças de segurança israelenses mataram durante a madrugada um palestino no campo de refugiados de Al Amari, próximo a Ramallah, na Cisjordânia, ocupada por Israel, informou à AFP uma fonte da segurança palestina.

Durante a detenção de "militantes terroristas em Ramallah", as forças de segurança mataram uma pessoa, informou uma fonte israelense.

Um hospital em Ramallah identificou o homem morto como Ahmad Jameel Fahad, residente do campo de refugiados de Al Amari.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários